CoRaçãO BaKaNnA: Qual é a Diferença entre Folheado e Banhado?
Image Map

Qual é a Diferença entre Folheado e Banhado?

Oi! Meus Corações!!
As joias de ouro e prata são ótimas opções para você presentear aquela pessoa especial. Mais esses produtos quando de material legitimo como ouro ou prata, não é muito barato. Os produtos folheados e banhados são chamados de semi joias, embora não feitas totalmente do metal nobre, são revestidos por eles. São ótimas opções, pois também são lindas e possui um preço mais acessível.
Quando vamos comprar bijuterias já sabemos que a qualidade é bem inferior ao ouro ou prata, mas pode acontecer de ouvirmos falar de uma peça folheada a ouro, e aí então pode surgir a dúvida na nossa cabeça: Será que a durabilidade dessa peça é realmente boa? Por isso, vamos entender a diferença entre folheado e banhado.

O folheado ou chapeado consiste na aplicação de uma fina folha de ouro ou prata sobre o metal-base, que, por forte compressão, adere definitivamente sobre o mesmo, o próprio nome indica: folheado ou chapeado. Este processo é de aplicação muito restrita: canetas, chapas e objetos planos, sem ressaltos, foi muito usada em peças de igrejas barrocas e correntes provenientes da Itália.

O Banhado à Ouro ou Prata - Consiste em mergulhar o metal-base (no caso de jóias e semi-jóias, esse metal base pode ser prata, latão ou níquel  em uma solução de sais de ouro, e ligá-lo à corrente elétrica. Ao lado dele, mergulha-se uma barra de ouro ligada ao outro pólo de corrente elétrica, que tem, nessas condições, a propriedade de transportar o ouro pelo líquido e depositá-lo sobre a peça a ser dourada.
O processo de banho pode ser feito com outros metais também, como prataníquel  ródio e cobre, o tempo de imersão e a camada ideal que se formará depende de cada metal.
Dependendo do tempo de imersão, essa camada poderá ser mais ou menos espessa. A boa douração tem espessura na ordem de 0,02 mm (costuma-se dizer 20 milésimos ou 20 mícrons).  Peças com espessuras inferiores a 5 micros já se consideram bijuterias e de pouca duração.

Atualmente, a maioria das peças douradas são feitas pelo processo de banho: relógios, pulseiras, jóias de um modo geral. É claro que a boa joia deve ter espessura de ouro maior que a bijuteria para garantir uma maior durabilidade e ter consigo a garantia de qualidade atestada pela fábrica. A diferença para uma semi-joia folheada e semi-joia banhada é que um artigo banhado recebe apenas um único de ouro, por isso é muito mais frágil do que semi-jóias folheadas (os folheados recebem mais banhos).

Recentemente, o uso do termo "folheado" passou a ser usado indiscriminadamente, tanto para peças banhadas como chapeadas/folheadas. Entretanto, a maioria das semi-joias são banhadas. O processo de folheação está quase extinto no ramo de joalheria.

EVITE USA-LAS: 
  • Na praia, pois o contato com água salgada, misturada à areia, certamente irá danificá-la causando a corrosão pelo efeito da salinidade; 
  • Na jardinagem, pois o manuseio da terra e adubos químicos poderá afetar o folheado;
  • Nos serviços domésticos, uma vez que o folheado poderá sofrer alterações causadas por produtos químicos.
  • Os cremes, loções e óleos se infiltram nos espaços entre a pedra e a base deixando a peça opaca e causando deterioramento. O melhor é não usar quando estiver em contato com estes produtos ou aguardar a absorção destes produtos pela sua pele antes de usar .

Um pequeno dicionário para entender mais ou menos as suas joias ou bijoux:

Acetinado -acabamento suave sobre a joia  geralmente antes do banho final, dando um aspecto de cetim. Esse efeito exige grande habilidade artesanal e é obtido através de um jato de micro-esferas de vidro lançado sobre a parte da peça que se quer dar destaque.

Aço - Liga especial não sujeito à oxidação, liga 316L, e que recebe tratamento próprio para uso como joia.

Argento – Elemento químico prata (Ag), muitas vezes usado como sinônimo, como em Argento 925.

Banho - Existem varias denominações meramente comerciais para determinar o banho, tais como : folheado, chapeado, plaqueado, banhado, entre outras. Estes nomes não tem importância, o que realmente deve ser considerado é a camada de banho na peça.

Bijuteria – Joia artesanal com pouca ou nenhuma quantidade de ouro.

Liga – Material metálico composto de dois ou mais metais. É obtida pela fusão desses metais, servindo de base para a joia.

Mícron – (µ) dimensão que mede a espessura da camada de ouro nas joias folheadas ou semi joias. Corresponde à milésima parte do milímetro, por isso é chamada de “milésimo”.

Níquel – Metal usado como componente das joias folheadas para dar mais dureza e encobrir as imperfeições da matéria prima.

Ouro 18K –Ouro de pureza 18 quilates, próprio para joias. Tem 75% de ouro puro e 25% de liga.

Ouro 10K – Ouro considerado “baixo”, de pureza 10 quilates, tem apenas 41,6% de ouro puro e 58,4% de liga.

Ouro 14K – Ouro de pureza 14 quilates, próprio para joias e muito popular nos EUA, tem 58,4% de ouro puro e 41,6% de liga.

Ouro 24K – Ouro de pureza 24 quilates, impróprio para joias por não ter liga na sua composição, deixaria a peça muito "mole" ( sem dureza ), tem 99,9% de ouro puro e só 0,1% de liga. Geralmente é empregado em odontologia.

Ouro Branco – Não existe livre na natureza. É obtido através de processo de alta tecnologia com a fusão do ouro com o paládio mais liga. O paládio é um metal caro, ainda mais nobre que o ouro e o ródio, só sendo inferior à platina.

Prata 925
– Metal sólido, nobre, de lei. O número 925 determina sua composição, significa que tem 92,5% de prata pura e 7,5% de liga.Apenas a Prata e o Ouro são considerados metais nobres.

Resina – Produto tipo esmalte sintético de diversas cores aplicado sobre as jóias. Para dar "efeito" colorido.

Ródio – Popularmente conhecido como "OURO BRANCO", metal nobre usado em jóias, em média três vezes mais caro que o ouro 18K. Quando a joia de prata 925 recebe um banho de ródio (prata “rodinada”), mantém a aparência da prata sem oxidá-la, porem com leve toque mais acinzentado, evitando o trabalho natural de “limpeza da prata”.

Tombak – Liga especial empregada em semi joias cujos componentes metálicos principais são o cobre e o zinco.

Zircônia – Pedra de cor variada (vermelha, cinza e, mais rara, incolor), sensível à pressão e a golpes, usada em jóias. Cristais ou zircônia sintéticas, entre elas as austríacas Swarowski, utiliza em suas criações.

Escovado - Acabamento delicado conforme exigido pelo design da peça, é obtido através do manuseio habilidoso de escova especial, que introduz pequenos sulcos na superfície da joia que se quer dar destaque.

Fosco- Acabamento rústico que tira o brilho de uma parte da joia conforme seu design e obtido pelo manuseio hábil de uma broca abrasiva sobre parte da superfície da peça.

Já sabia dessas diferenças? Como é bom é aprender, né? Gostou da matéria?


facebook Comentários
9 Blogger Comentários

9 comentários:

  1. Não fazia ideias dessas diferenças. Amei o post!

    Beijos

    Moda na Janela

    ResponderExcluir
  2. Oi Monnyii, passando para conhecer seu cantinho, ele é lindo!! já estou seguindo. Dá uma passadinha no meu blog pra conhecer tbm, se gostar, ficarei imensamente feliz se vc segui-lo e participar do sorteio que está rolando. Beijos,
    www.morenalindadicas.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seja bem vinda!!! Vou lá no seu blog.

      Excluir
  3. Nossa que aula, super interessante e importante para nós mulheres!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, é importante saber disso para poder cuidar melhor das peças.

      Excluir
  4. Desconsiderando um desgaste por atrito ouro 18 quilates e semi-joias folheadas têm a mesma resistência química, certo?

    ResponderExcluir

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *